a

Lorem ipsum dolor amet, modus intellegebat duo dolorum graecis

Follow Us
Image Alt
  /  Atelier   /  Quer uma almofada para chamar de sua?

Quer uma almofada para chamar de sua?

Hoje vamos de um PAP  rápido e rasteiro de uma almofada leeenda para você enfeitar sua casa no natal ou no resto do ano inteirinho. Você pode escolher a estampa que quiser e inclusive brincar com a textura dos tecidos, apliques e tudo mais… Nessa, usei tricoline 100% algodão em todo o projeto da capa – Fabricart na estampa principal e na moldura de sustentação, Fernando MaluhyPara o recheio da almofada, você pode reutilizar da sua casa ou fabricar um novinho, conforme as instruções no fim do artigo.

O bom desse projeto que por ser uma figurinha carimbada em qualquer ambiente, podemos adaptá-la conforme a necessidade e estruturá-la seguindo as medidas do móvel de apoio. Inclusive, essa é uma versão simplificada das modelagens de cabeceira que utilizo na LIMIA para fazer o Enxoval do Berço. Eu digo que ela é um coringa! Daquela que se faz presente em todos os detalhes, desde a decoração até apoiando o bebê na hora da soneca. E uma coisa é certa, se não tiver uma almofadinha, vai ficar sem graça o seu cantinho.

Nesse projeto, usei as medidas para decorar duas poltronas do atelier, mas você pode modificar todas as medidas sem maiores dificuldades. Então, pega lápis, papel e fita métrica para anotar suas medidas e já faz uma adaptação dos moldes. Bora começar?

PASSO 1:

Corte as dois retângulos nas medidas do molde, um será a frente e outro será o verso da almofada. Tome cuidado com a estamparia, pois ambos os lados precisam estar no mesmo sentido – no nosso caso, as mulheres estão com os pés voltados voltados para a base nos dois lados – e, de preferência, com  simetria.

[eltd_custom_font content_custom_font=”Dica: Para obter uma simetria bacana nas estampas geométricas, primeiro dobre o tecido ao meio e procure sobrepor os desenhos. Somente depois de alinhado, corte o tamanho desejado. Assim, na hora de costurar, as padronagens vão estar igualmente distribuídas. Nesse método, pode haver algum desperdício de tecido na hora do alinhamento. Avalie se realmente é necessária esta configuração.” custom_font_tag=”p” font_family=”blackjack” font_size=”17″ line_height=”” font_style=”normal” text_align=”justify” font_weight=”” color=”#d7c794″ text_decoration=”none” letter_spacing=””]

PASSO 2:

Se o seu tecido desfia muito, é interessante você fazer algum acabamento nas pontas para proteger os fios. Aconselho utilizar a máquina do tipo Overloque – doméstica ou industrial – neste projeto. Mas se não tiver, não se preocupe, vou te dando outras dicas no final.

Nessa etapa, passe o acabamento nas duas bases do tecido, onde será colocado o zíper. Se optar pelo zíper na lateral, é lá que você deve fazer a proteção dos fios.

PASSO 3:

Marque o meio do zíper e dos tecidos. Em seguida, posicione todos os pontos marcados em um único ponto central e distribua a faixa de zíper ao longo do tecido. Marque o fim do zíper na laterais e faça uma costura de união dos tecidos até este ponto. Você pode optar por medir o tamanho do zíper e descontar igualmente no tamanho total da lateral da almofada. Nesse caso, você também vai costurar somente a parte que o zíper não vai chegar.

PASSO 4: 

Abra o tecido costurado e você vai perceber que ficou uma abertura central, é nela que iremos encaixar o zíper. Para fazer isso, encaixe o lado direito do zíper – frente de cursor – com o lado estampado do tecido e costure na lateral. Não esqueça de fazer ponto de retrocesso no início e no fim da costura. Depois, costure a outra lateral.

PASSO 5:

Se você quiser uma moldura de sustentação, separe uma faixa de tecido – (140 x 3,5cm) e cordão de algodão (130cm), que são medidas com margem de segurança. Se não quiser fazer, pule essa etapa.

Para fazer a moldura – no mundo das costuras, chama-se VIVO com CORDÃO DE ALGODÃO – costure a ponta do cordão no tecido para que ele não “corra” durante o manuseio e centralize. Envolva todo o tecido no cordão e com ajuda de um “calcador/pezinho de máquina” para zíper, faça uma costura o mais próximo possível do cordão. Quanto mais próximo, mais bonito fica. Para quem está começando, faça o vivo separado e junte no tecido da almofada depois. Mas se você se sente segura, já faça tudo junto numa costura só.

Atenção! O vivo deve ser posicionado na estampa da frente bem próximo da base da almofada. A finalização ocorre no lado oposto e não devemos colocá-lo no lado do zíper. Para fazer uma curva perfeita, faça picotes no tecido do vivo durante sua fixação. E muito cuidado para não cortar a linha da costura! Combinado?

PASSO 6:

Sua almofada está quase pronta! Verifique todas as costuras e alinhamento antes de sobrepor as faces da almofada. Você deve costurar no lado do avesso – estampa com estampa para dentro e verso para fora – na gíria das costureirinhas: costurar “Direito com Direito” – para finalizar seu projeto. Não esqueça de fazer uma costura bem próxima do vivo, para dar um acabamento TOP!

PASSO 7:

Após costurar tudo, você vai precisar dar acabamento nos fios do tecido, então vamos de novo com o Overloque em todas as pontinhas, do tipo: “Junta tudo que está solto mesmo”.

E para a turma sem overloque, você pode fazer uma capinha nos fios com uma faixa de tecido – na gíria – chama-se DEBRUM – Nesse caso, aconselho cortar a faixa no fio viés do tecido – num ângulo de 45° com a ourela -, tem explicação AQUI de como fazer um corte lindão! Você vai costurar continuamente nas pontinhas, “direito com direito” nas três laterais sem zíper e depois virar para cima, escondendo o corte do tecido para dentro da dobra. Quando eu estava começando era um desafio costurar certinho os dois lados. Era não, hoje sou um pouco mais rapidinha! Porémmmm, ainda é preciso muitos cuidados para não “ventar”- deixar tudo torto – na costura. A dica é, a costura de trás serve como guia para a frente. Faça a dobra em cima da linha da costura. Assim, você estará com a mesma distância em ambos os lados e o seu debrum vai ficar pitel.

Prontinho! Sua capa de almofada está finalizada. Para deixá-la gordinha e macia é só fazer um recheio nas mesmas medidas com TNT branco – sugiro do tipo 80 Gr, que é mais resistente – e manta acrílica. Mas se você tiver um recheio antigo, é só reaproveitar!

 

 

E aí, gostou? Agora é só separar todos os materiais e começar a sua!

Se tiver alguma dúvida, deixa nos comentários ou mande um e-mail. Estarei daqui te esperando caso precise de um help….

Um abraço carinhoso.