a

Lorem ipsum dolor amet, modus intellegebat duo dolorum graecis

Follow Us
Image Alt
  /  Atelier   /  Como fazemos nosso briefing: As inspirações de cada projeto.

Como fazemos nosso briefing: As inspirações de cada projeto.

Quando eu entendi {entendi do verbo, estamos aprimorando a cada dia… } que personalizar era muito mais do que uma ação para criar um produto exclusivo dentro da LIMIA me deu uma felicidade enorme. Mas também uma responsa imensa com muitas expectativas envolvidas. Minhas e Delas.

É difícil manter o ritmo criativo, as ideias as vezes somem no momento em que mais precisamos delas. Porém o mais difícil ainda, é encaixar um turbilhão de sonhos, expectativas, desejos, emoções e vivências das nossas gravidinhas em cores e formas, prazos e entregas. Confesso que não descanso até receber um “Fernanda, tá tudo certo, chegou lindo e impecável. Era exatamente isso o que eu sonhava…” A primeira parte é nossa obrigação e trabalhamos arduamente para acontecer, mas a segunda… Ahhhh… essa é mais que música para nossos ouvidos. É aquela que nutre a alma e a certeza que estamos no caminho… Nossa cerejinha doce.

Vou te contar o que rola por aqui.

Na maioria das vezes as mamães entram em contato conosco vindas de indicações, redes sociais, quando encontram algo da Limia por aí, pesquisam na net, assim vai… A gente também dá um empurrãozinho com o tal do marketing, mas fazemos bem devagarinho, que é para a gente não se perder com os atendimentos. Queremos manter tudo mais próximo possível e com muita dedicação com cada cliente. Sabemos que um passo muito grande significa perder Experiencia Boa no Atendimento. E isso a gente não topa… De qualquer forma, elas chegam, chegando e querendo saber da tal personalização, como funciona, os prazos e tudo mais. Quando é algo do portfólio fica mais tranquilo, a gente programa a produção, faz tudo com carinho e pronto. Mas quando é um projeto novinho em folha, esse merece mais etapas e cuidados, pois envolve a tal da Criatividade e da Execução. A gente tem que dar um jeito de ambas serem viáveis.

Depois que a gente faz um contato inicial e fecha o projeto, é hora de preparar o briefing. Sempre prefiro reunião on-line que é para conhecer melhor o dono do projeto, apresentar nossas ideias e também minimizar quaisquer falhas que possam acontecer por diferenças de mídias. A mesma cor de tela do meu monitor (celular /tablet) é diferente do seu, que é diferente do tecido ao vivo. Na dúvida, vamos de webcam! Mas também fechamos muitas reuniões pelo bom e amigo celular!

As pessoas me perguntam muito como preparo o briefing. A resposta é piegas, mas é verdade: “Depende!” Por aqui depende do cliente, mesmo! Um dia conto pra vocês sobre os perfis de cada pessoa {tem um programa chamado “Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes” do consultor Stephen R. Covey que relata sobre produtividade, sinergia e como colocar isso tudo para o mundo de maneira eficaz – vale a leitura para se aprofundar no assunto, utilizo muito por aqui } e acabo me adaptando à este estilo para otimizar o tempo, sem ficar cansativo. Mas o que não muda é que tudo, tudo mesmo vai neste documento: formato final (digitalizado ou desenho em aquarela), materiais utilizados, prazos, formas de pagamento, políticas da loja e, muitas vezes, protótipos de modelagem. Com isso, eu garanto que meus clientes fiquem abastecidos de todas as informações possíveis do seu pedido e saibam direitinho nossos deveres e também seus direitos.

 

A foto aí de cima não está simpática – estava concentrada : ) – , mas o que quero mostrar é esse desenho, que é a preparação de um briefing lindão. Claro que não publico nada na íntegra antes das clientes receberem, mas umas pitadinhas do que virá vou sempre mostrando e, é uma delícia! Todos os projetos são especiais, mas esse está sendo desafiador por eu estar pensando em colocar nele uma técnica que sei que existe, porém não tenho a mínima ideia de como fazê-la. Certeza que serão horas de estudo e muita experimentação…

E você deve estar se perguntando em como é que se vive fazendo projetos, criando, sonhando e tudo mais? E a produção em si? E como paga as contas? Pois bem, todos sabemos que tempo é dinheiro. E aquele que descobrir a fórmula da multiplicação das horas dentro de um dia, será o “salim” da humanidade…

Tudo se resume em organização! Já te disse que criatividade não brota da cabeça. Ela é resultado de muita curadoria diária. Sim, diária!!!! Todos os dias preparo minha rotina para atendimento, produção e ócio criativo, funcionamos em ritmo cadenciado. E assim, sempre estamos abastecidos de ideias fresquinhas no nosso caderninho. O dia em que preciso elaborar algo especial, pulo os ócios criativos da semana e turbino a produção. Na semana seguinte pego todas essas horas e gasto num lugar lindo, cheio de inspiração e longe de interferências da internet, celular e da loja. Experimenta fazer assim também, você vai ver como as coisas rendem e a energia flui. No fim do dia, as contas estão pagas porque a produção foi garantida em primeiro lugar.

Por enquanto, não lançamos este projeto na loja. Quando fizermos, venho mostrar com mais calma. Mas me conta como você se organiza aí… Essa rotina é a nosso ideal, vou confessar que as vezes falha e a madrugada vira nossa amiga. ; )

Um beijo carinhoso pra você | Fernanda Freire e Limia.

 

 

Comentários

  • Juliana Elizabeth

    Adoro vir aqui e saber que tem um post bem fofo esperando para ser lido e admirado. Sou apaixonada por Blog. Mas não são quaisquer uns. Sempre tem aqueles com um “Q” a mais e que nos fazem ficar ansiosos para se deliciar com o conteúdo fofo. Admiro muito …muito mesmo quem adquiriu esse “Dom” de desenhar à mão livre e poder criar. Em tempos de grande correria, que são os nossos dias, poder parar, assim, e criar, idealizar algo é um sonho. Realmente estou encantada com a sua forma de trabalhar. Entendo como uma visão bem diferenciada desse nicho de trabalho. Muito bacana saber um pouco mais sobre o seu processo criativo e também comercial, isso só demonstra credibilidade ao que se propõe a fazer. E quando puder Fe, conta mais desses processos, onde devemos buscar tais conhecimentos e estudos, e claro dicas de boa leitura. Muito bom! Obrigada!

    10/04/2017

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.